quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Amar dói muito

Amar dói muito,
entope as veias,
tira o ar,
paralisa o tempo.

Amar dói nas pernas e
nos braços, desconjunta
a individualidade e
tira a razão.

Amar é primeiro crer
no amor e no fim o
resto é o resto,
e eu faço aqui um
protesto contra o amor,
porque amar meu amigo,
amar dói muito.

Rubenso Ramalios

Um comentário:

Marina disse...

Concordo plenamente o amor dói...
principalmente quando temos a ilusão q o amor é eterno, ou deveria ser, quando temos aquela ilusão q encontramos a nossa metade. E quando achamos que tudo está bem e levamos uma rasteira da vida. Sim o amor dói, o amor nos faz sangrar e nos deixa com uma ferida profunda na alma, principalmnte quando teimamos amar quem não nos pertence ou nunca nos pertenceu...

Marina